Conforto na bike #PorOndeComeçar

29 / 12 / 2020 Ler notícia

Olá!

Muita gente não sobe em cima da bicicleta porque só de pensar, lembra daquele desconforto do selim (o banco), não é?

{O ciclista que nunca ficou com a 🍑 doendo que atire a primeira pedra 🤭🙄}

Se não for isso, pode ser dor nos joelhos, na cervical, nos braços, nas mãos… enfim, o que quero dizer é que é SUPER NORMAL sentir desconforto em uma bicicleta que não está AJUSTADA para você, DIMENSIONADA pro seu corpo. 

Abaixo vou falar das 3 partes da sua bicicleta que PRECISAM ser ajustadas para você poder ter o mínimo de conforto, mas quero que leiam até o fim para saberem o que é o Bike Fit, ok?

  • SELIM

Altura: atenção! A altura correta não é aquela em que é possível colocar os pés no chão enquanto ainda está sentado no selim ‼️ Nessa posição, na hora de pedalar, a flexão dos joelhos acima da linha do quadril facilita dores e lesões. A altura ideal é quando o joelho flexionado no topo da pedalada não ultrapassa essa linha imaginária dos quadris. Um jeito fácil de ajustar isso é: em local onde consiga estar apoiado em uma parede, gire o pedal para a vertical e apoie seu calcanhar no pedal que está pra baixo. Nessa posição seu joelho deve estar esticado enquanto você está sentado no selim: voilá, essa é a altura mais correta para você.

Ângulo: a maioria dos selins permite um ajuste do seu ângulo do bico pra cima ou para baixo. Faça microajustes no ângulo para encontrar o que mais te deixa apoiado nos ísquios (aqueles dois ossinhos da pelve, sob o glúteo).

Distância do guidão: também é possível de ser feito na maioria dos selins e assim como no ângulo, faça micro ajustes pra frente e para trás até encontrar o melhor apoio dos ísquios. Esse ajuste também é fundamental para tirar o peso dos braços quando o tronco está demasiadamente ereto!

  • GUIDÃO

Ângulo: é super raro um guidão ser completamente reto, como um cabo de vassoura. A maioria possui curvaturas e é preciso encontrar a posição ideal para você. Normalmente a dor nos braços está diretamente vinculada ao ângulo do guidão que precisa ser ajustado (e distância do selim também).

Altura: para tirar o melhor da bike, recomenda-se o guidão e o selim na mesma altura. Mas isso vai variar de bike pra bike, pessoa pra pessoa, e objetivo com a bicicleta.

Distância (reach): as vezes a bike é perfeita e tudo está super ajustado, mas o tamanho da mesa poderia ser mais curto um mais longa pra deixar o guidão na postura perfeita para você ter conforto e tirar o melhor da bike. Um bike fit bem feito ajuda a identificar esse detalhe.

  • MANETE DE FREIO

Tudo detalhado sobre ajuste de freios neste post aqui: https://www.caloi.com/por-onde-comecar/uso-dos-freios-porondecomecar/ 

  • Distância da manete pro guidão
  • Distância do freio pro fim do guidão
  • Ângulo para melhor acionamento da manete

Sobre o BIKE FIT

Para ir além desses ajustes que falei acima (dimensionamento), existe o BIKE FIT, que hoje em dia é uma profissão importante no mercado de bicicletas. 

Trata-se de um estudo do seu corpo, da sua mobilidade, dos seus propósitos com a sua bicicleta e vários outros detalhes para adaptar cada dimensão dela para você.

Cada sessão de um bom bike fit dura entre 3 a 5 horas e normalmente custa a partir de R$300,00. Fisioterapeutas, profissionais de educação física ou de outras áreas que se aprofundaram para valer possuem muita propriedade para trabalhar com isso.

Pra quem é o Bike Fit?

Para quem tem o objetivo de iniciar treinos de ciclismo e para quem tem lesões sérias e precisa de um cuidado especial na hora de pedalar.

Bom, agora que você já sabe o que fazer para não sentir dores em cima da bike, vamos pedalar? ✊🏼

Deixe seu comentário

Leia também

Newsletter
Receba novidades por e-mail